CENÁRIO DE INVESTIMENTO: EMPRESA DO SECTOR DO TURISMO

Um proprietário de uma Quinta no Douro decide transformar a sua propriedade num Hotel de Charme. Para isso, serão necessárias obras de remodelação no edifício (fachada e interior) e equipamento do estabelecimento (equipamentos para cozinha, quartos, casas de banho). Pretende ainda a promoção sistemática do hotel em mercados europeus.

Rubricas de investimento Inovação Produtiva Qualificação e Internacionalização
Obras / Remodelações  500 000 €
Projecto de arquitectura e serviços de engenharia  75 000 €
Painéis Solares  50 000 €
Máquinas e Equipamentos  300 000 €
Tecnologias de Informação  35 000 €  20 000 €
Participação em feiras internacioanais  160 000 €
Acções de prospecção e promoção  36 000 €
Economia Digital – presença online  100 000 €
Registo e desenvolvimento de marca  25 000 €
Material promocional  60 000 €
Implementação de certificações específicas  30 000 €
Contratação de técnicos altamente qualificados  88 800 €
Serviços de consultoria  40 000 €  25 000 €
TOC/ROC  5 000 €  5 000 €
Formação profissional  100 000 €  50 000 €
Total do investimento  1 105 000 €  599 800 €
Apoio 70% 45%
Incentivos reembolsáveis  703 500 €
Incentivos não reembolsáveis  70 000 €  282 410 €
Total de incentivos  773 500 €  282 410 €
Prémio potencial  386 750 €

INOVAÇÃO PRODUTIVA

  • Capitais Próprios e Alheios (331.500 €)
  • Total de Incentivos (773.500 €)

QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO

  • Capitais Próprios e Alheios (317.390 €)
  • Total de Incentivos (282.410 €)
Tipologia Incentivo Máximo Natureza do Incentivo Prémio Máximo Despesa mínima elegível Despesa máxima elegível
Inovação Produtiva * 75% Reembolsável 50%  75 000 €  25 000 000 €
Empreendedorismo * 75% Reembolsável 50%  50 000 €  3 000 000 €
Internacionalização 45% Não Reembolsável  25 000 €  500.000 € (apoio máximo)
Qualificação 45% Não Reembolsável  25 000 €  500.000 € (apoio máximo)
Núcleos de I&D 50% Não Reembolsável
* Os incentivos a conceder no âmbito destes Avisos, são calculados através da aplicação às despesas consideradas elegíveis, de uma taxa base máxima de 35%, à qual podem acrescer majorações, não podendo a taxa global ultrapassar 75%.
Excepções: Às despesas de formação profissional, aplica-se a taxa fixa de 70% (incentivo não reembolsável), à excepção  dos incentivos a conceder pelo PO Regional de Lisboa, que são calculados através da aplicação, às despesas elegíveis, de uma taxa máxima de 40%.

VERIFIQUE A ELEGIBILIDADE DA SUA EMPRESA AOS DIFERENTES PROGRAMAS DE INCENTIVO AO INVESTIMENTO.

Contacte-nos. Podemos ajudá-lo.

Temos uma equipa de consultores disponível para o ajudar e esclarecer todas as suas dúvidas ou questões.